Filosofias nacionais, transnacionais e tradições filosóficas no século XXI

16.50 

Neste livro, o autor ocupa-se − numa perspetiva histórico-filosófica e sistemática − da questão de saber em que medida é que, sendo a filosofia por definição e vocação (desde a Grécia antiga) essencialmente universal, podemos falar quer da existência de filosofias nacionais (como seria o caso da portuguesa, da francesa, da

Em stock

ISBN 978-989-8911-31-5 Categoria Coleção

Neste livro, o autor ocupa-se − numa perspetiva histórico-filosófica e sistemática − da questão de saber em que medida é que, sendo a filosofia por definição e vocação (desde a Grécia antiga) essencialmente universal, podemos falar quer da existência de filosofias nacionais (como seria o caso da portuguesa, da francesa, da brasileira ou da japonesa), quer da existência de filosofias trans- e multinacionais (como a filosofia analítica), quer, finalmente, da existência de tradições filosóficas (como o idealismo absoluto alemão, o empirismo britânico ou o pragmatismo americano). Argumenta-se que o assunto é transversal em relação à filosofia e aos diferentes saberes no seu conjunto. E, tendo em mente o impacto social, cultural e político do mesmo, mostra-se que está no cerne da problemática contemporânea do nacionalismo nas suas várias versões e das respetivas implicações ideológicas, muito particularmente daquelas que, nos últimos anos, têm mobilizado as opiniões públicas europeias e ocidentais a propósito do populismo e suas conexões com a xenofobia e o racismo. Deste último ponto de vista, defende-se que esse assunto estará no topo das agendas intelectuais, de maneira geral, ao longo do século XXI.

Peso 295 g
Dimensões (C x L x A) 15 × 0.9 × 23 cm
Editora

Edições Esgotadas

Ainda não temos opiniões acerca deste produto.

Apenas clientes autenticados e que tenham comprado este produto podem deixar uma avaliação ao produto.