Aforamento da Alma

10.00 

(…) decidi trazer para título deste prefácio um verso de um dos seus poemas, “Guardar-te-ei imortal, nesta minha poesia!”, talvez o melhor tradutor desta obra que é de amor estreme. De comunicação do amor puro. São verdadeiros diálogos, fermentados em noites de silêncio duro, entre o seu eu e o seu outro, diálogos, afinal, com o ser poético que lhe preenche os vazios e as brechas que ele teima em não querer fechar, pois, assim, estará presente “nas águas intemporais (…) para te amar”.

Em stock

Autor(es) Joaquim Rodrigues
ISBN 978-989-98546-4-2 Categoria Coleção

(…) decidi trazer para título deste prefácio um verso de um dos seus poemas, “Guardar-te-ei imortal, nesta minha poesia!”, talvez o melhor tradutor desta obra que é de amor estreme. De comunicação do amor puro. São verdadeiros diálogos, fermentados em noites de silêncio duro, entre o seu eu e o seu outro, diálogos, afinal, com o ser poético que lhe preenche os vazios e as brechas que ele teima em não querer fechar, pois, assim, estará presente “nas águas intemporais (…) para te amar”.

É assim como um alimento de que ele necessita para prosseguir, para caminhar “de braço dado”, para o seu devir. São poemas, com certeza, mas também átomos e moléculas que lhe trazem à tona as formas e os conteúdos de outrora. Que lhe abrem as portas para o cosmos que ele persegue e onde ele quer reencarnar esse ontem, tão agora, tão aqui, neste lugar. É “a fuga” para esse além para o “outro lado de mim [onde] jaz o silêncio no infinito”.”

in Prefácio, Acácio Pinto

Peso 300 g
Editora

100 Título

Ainda não temos opiniões acerca deste produto.

Apenas clientes autenticados e que tenham comprado este produto podem deixar uma avaliação ao produto.