Vestígios Arqueológicos, Documentos Medievais e o Povoamento da Freguesia de S. João de Areias (Santa Comba Dão)

20.00 

Este livro resulta de um trabalho de pesquisa e de levantamento de campo dos vestígios arqueológicos da Freguesia de S. João de Areias e visa divulgar o património arqueológico, bem como os documentos medievais de alguns concelhos do distrito de Viseu.

Lançamento Mar / 2020
Páginas 310
ISBN 978-989-8911-69-8 Categorias , Coleções ,

Vestígios arqueológicos, documentos medievais e o povoamento da freguesia de S. João de Areias tem relevância a nível local, regional e nacional. A nível da freguesia de S. João de Areias porque estuda o seu património arqueológico, os seus documentos medievais e propõe um modelo de povoamento da freguesia. A nível regional e nacional porque faz igualmente o enquadramento da arqueologia e dos documentos medievais a nível do concelho de Santa Comba Dão, dos concelhos vizinhos (Carregal do Sal e Tábua) e também do distrito de Viseu: reflecte-se sobre os limites das civitates de Viseu e de Bobadela; propõe-se uma nova cronologia para as sepulturas antropomórficas, que as situa antes do século X; esclarece a implantação dos habitats destas sepulturas, a sua organização familiar e a área de amanho de cada um dos sítios arqueológicos; contribui para o conhecimento da origem das aldeias, dos concelhos e das paróquias entre os séculos VIII e X e para o esclarecimento do significado de villa no século X; apresenta-se uma nova interpretação para os documentos de 974, 981 e 985, estudados por outros investigadores; apresenta-se uma proposta para a origem de Santa Comba e de Santa Comba Dão e para a época de construção da primeira ponte sobre o Dão em Santa Comba, bem como se esclarece a datação das calçadas (ditas de romanas) do Dão e do Mondego e a origem da festa da Santa Cruz que, hoje, junta as cruzes das três paróquias filhas da antiga vila de Santa Comba do tempo do bispo D. Gonçalo Pais; alarga-se o estudo a Parada, lembrando que esta freguesia do concelho de Carregal do Sal integrou o território do antigo concelho de S. João de Areias; apresenta-se a esquecida escritora Maurícia Máxima da Conceição Cardoso de Figueiredo, de Carragosela (concelho de Tábua), autora de “O Feiticeiro de S. João de Areias”; e, ainda, se atribui uma nova obra ao famoso escultor coimbrão Diogo Pires, o Velho.

Peso 785 g
Dimensões (C x L x A) 17 × 2.2 × 24 cm
Editora

Edições Esgotadas

Ainda não temos opiniões acerca deste produto.

Apenas clientes autenticados e que tenham comprado este produto podem deixar uma avaliação ao produto.