POVO

16.00 

“Povo” é o terceiro de uma coleção de 14 volumes de Afonso Ribeiro, agora a ser reeditada, e posta à luz do dia com nova capa, embora a capa original de Júlio Pomar se encontre na 1a pagina do livro.
“Povo” representa o homem do campo, de vida dura e olhar perdido e triste e a realidade da pobreza moral dos proprietários. Talvez um dos melhores textos desta época e de Afonso Ribeiro.

Em stock

Lançamento Set / 2022
Páginas 185
ISBN 978-989-9092-60-0 Categoria Coleção

Professor primário em zonas rurais, o contacto com as desigualdades sociais e com as carências das classes mais desfavorecidas inspira Afonso Ribeiro para uma prosa atenta à verosimilhança da fala das personagens, aos seus problemas e escravidões. Reclamando, desde os seus primeiros escritos, a falsidade de qualquer visão idílica sobre o homem do campo, denuncia a pobreza moral de proprietários, proclamando a necessidade de olhar para o mundo rural com olhos diferentes dos que tinham habituado o leitor a ver, na ficção campestre, o casticismo, a vida sadia ou a sobrevivência de valores decaídos. “Falar do homem do campo, do trabalhador da terra e esquecer as suas angústias inconfessadas, os seus músculos doridos, o seu olhar triste – da tristeza horrível que nada aguarda, nada! – parece-me feio embuste”, confessaria o escritor ao historiador de literatura e crítico literário Alexandre Pinheiro Torres, no fim da década de 70, numa das raras entrevistas que concedeu.

A obra Povo (1947) tem o mérito de nos transportar à realidade de uma vida nem sempre apreciada com aquele sentido de observação que só temperamentos especiais, invulgarmente penetrantes, podem captar.

Peso245 g
Dimensões (C x L x A)14 × 1.2 × 21 cm
Editora

Edições Esgotadas

Ainda não temos opiniões acerca deste produto.

Apenas clientes autenticados e que tenham comprado este produto podem deixar uma avaliação ao produto.