Olhares de Aquilino sobre Alvite e os Alvitanos

10.00 

É bem-vindo este desvelado olhar de Manuel Menezes a partir dos olhares de Aquilino Ribeiro sobre terras da Beira Alta. Embora o território alcançado com esse olhar seja delimitado, o microcosmos nele refletido projeta-se para além do espaço referenciado, alargando-se o campo de visão. […]Ao longo do percurso, o leitor vai construindo esse retrato de Alvite e dos Alvitanos. A descrição minuciosa do modus vivendi é valorizada pela publicação de fotografias originais, joias preservadas da voracidade do tempo. A cor local que elas transmitem alia-se ao discurso – ficcional ou etnográfico – construído na narrativa aquiliniana. […]O convite para folhear este livro, escrito numa linguagem leve e cativante, deve ser aceite, desde logo, pelo prazer que a sua leitura propicia.

Em stock

Autor(es) Manuel Menezes
ISBN 978-989-8514-57-8 Categoria Coleção

«É bem-vindo este desvelado olhar de Manuel Menezes a partir dos olhares de Aquilino Ribeiro sobre terras da Beira Alta. Embora o território alcançado com esse olhar seja delimitado, o microcosmos nele refletido projeta-se para além do espaço referenciado, alargando-se o campo de visão. […]Ao longo do percurso, o leitor vai construindo esse retrato de Alvite e dos Alvitanos.

A descrição minuciosa do modus vivendi é valorizada pela publicação de fotografias originais, joias preservadas da voracidade do tempo. A cor local que elas transmitem alia-se ao discurso – ficcional ou etnográfico – construído na narrativa aquiliniana. […]O convite para folhear este livro, escrito numa linguagem leve e cativante, deve ser aceite, desde logo, pelo prazer que a sua leitura propicia.

Ao percorrermos com o autor cada capítulo, fazemos uma viagem, simultaneamente, pela obra aquiliniana. […] Concluída a jornada, fica-nos, como balanço, a grata sensação de estarmos perante um contributo valioso para o conhecimento de obras de mestre Aquilino e um tributo a Alvite e aos alvitanos.Por estas páginas passa, portanto, um olhar sobre a geografia física, humana e afetiva das Terras de Aquilino, sendo os alvitanos chamados a terreiro para melhor se (re)conhecerem na galeria das personagens aquilinianas.

Por tudo isso, perante tão laboriosa indagação em torno das terras, das gentes, das paisagens, dos costumes, das histórias, das “coisas e loisas” alvitanas, bem poderia dizer-se termos na mão a “geografia sentimental” de Manuel Menezes».

Do prefácio de Henrique Almeida.

Peso 260 g
Dimensões (C x L x A) 14 × 0.6 × 21 cm
Editora

Edições Esgotadas

Ainda não temos opiniões acerca deste produto.

Apenas clientes autenticados e que tenham comprado este produto podem deixar uma avaliação ao produto.