Produto adicionado com sucesso ao carrinho.

António Bondoso


Licenciado e Mestre em Relações Internacionais pela Universidade Lusíada do Porto e com o 12º Curso de Pós- Graduação em Direito da Comunicação pelo Instituto Jurídico de Comunicação da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Nasceu em Moimenta da Beira mas viveu durante 21 anos em S. Tomé, até Outubro de 1974. No Rádio Clube de S. Tomé iniciou a sua carreira radiofónica em 1967, passando para a ex E.N. em 1973. Nas décadas de 1980 e de 1990 foi colaborador da RTP na área do Jornalismo Desportivo. Na RDP (1975- 2005) e na TDM Rádio Macau (1994- 2000) exerceu cargos de chefia e de direção. Docente colaborador na área do audiovisual no Instituto Multimédia, do Porto desde 2009, tendo dedicado muitos anos à área da «formação», nomeadamente no CFJ e na Escola Superior de Jornalismo do Porto. Foi membro da Associação de Jornalistas e Homens de Letras do Porto. Serviço Militar em Angola e em S. Tomé e Príncipe, entre Fevereiro de 1971 e Julho de 1974.


Títulos publicados com a Editora Edições Esgotadas

Lusofonia e CPLP

“(...) Direi tão-somente que o criador (tal como a criatura) não foge à responsabilidade de dar o seu contributo e testemunho em prol de uma causa transcendente. Com este gesto, ele estimula todos quantos têm a consciência acordada acerca da pequenez do papel que, nesta infausta hora, nos é imposto e constrange, face (...)

Ver mais

15.00 €



Ver produto



Adicionar ao Carrinho




o Poder e o Poema

  “O PODER E O POEMA... é simultaneamente um ensaio e um canto de protesto e de revolta, que foi ao passado – recente e longínquo – buscar ensinamentos e conforto para enfrentar e ajudar a ultrapassar os problemas do presente e os desafios do futuro.” In Introdução

Ver mais

8.00 €



Ver produto



Adicionar ao Carrinho




O Recomeço (em Abril)

“Perto das quatro da manhã – 25 de Abril – volto à Rádio e ao rádio. No quartel do aeroporto, onde estava de “sargento de dia” à Unidade. Já não apenas rumores, a notícia ia ganhando fiabilidade. Movimentações militares em Lisboa eram prenúncio de golpe, (...)

Ver mais